domingo, 7 de agosto de 2011

Princípios editoriais das Organizações Globo, comentados por este "jurista" sujo


SEÇÃO I
OS ATRIBUTOS DA INFORMAÇÃO DE QUALIDADE
1) A isenção:
Isenção é a palavra-chave em jornalismo. E tão problemática quanto “verdade”.
Verdade que você não vê por aqui...

Sem isenção, a informação fica enviesada, viciada, perde qualidade.
Será por isso a queda constante de audiência da deusa platinada?

.. certos princípios sejam seguidos. São eles:
b) Na apuração, edição e publicação de uma reportagem, seja ela factual ou analítica, os diversos ângulos que cercam os acontecimentos que ela busca retratar ou analisar devem ser abordados. O contraditório deve ser sempre acolhido, o que implica dizer que todos os diretamente envolvidos no assunto têm direito à sua versão sobre os fatos, à expressão de seus pontos de vista ou a dar as explicações que considerar convenientes;
A bolinha de papel de Joseph Cerra foi ouvida? Lula em 1989 foi ouvido? Dilma foi ouvida? Brizola foi ouvido? A cidade de São Paulo em 1984 foi ouvida?

c) Isso não quer dizer que o relato e/ou análise de fatos serão sempre uma justaposição de versões. Ao contrário, o jornalista deve se esforçar para deixar claro o que realmente aconteceu, quando isso for possível.
Na Globo, nem sempre isso é possível...

d) Não pode haver assuntos tabus. Tudo aquilo que for de interesse público, tudo aquilo que for notícia, deve ser publicado, analisado, discutido;
Falar, por exemplo, que Dilma, apesar da sabatina constante, tem hoje 71% de aprovação, não pode falar, né? Tabu?

e) Ninguém pode ser perseguido por se recusar a participar de uma reportagem; da mesma forma, ninguém pode ser favorecido por fazê-lo;
E o Joseph Cerra, enquadra-se aqui?

f) Todos os jornalistas envolvidos na apuração, edição e publicação de uma reportagem, em qualquer nível hierárquico, devem se esforçar ao máximo para deixar de lado suas idiossincrasias e gostos pessoais. Gostar ou não de um assunto ou personagem não é critério para que algo seja ou não publicado. O critério é ser notícia;
O pessoal da Globo News sabe disso?

i) As Organizações Globo são apartidárias, e os seus veículos devem se esforçar para assim ser percebidos;
Deixa o FHC ler isso aqui para a cobra fumar no jardim Botânico...

j) As Organizações Globo são laicas, e os seus veículos devem se esforçar para assim ser percebidos;
Ratzinger vai excomungar vocês. E por que tanta exploração do Espiritismo no canal?

k) As Organizações Globo repudiam todas as formas de preconceito, e seus veículos devem se esforçar para assim ser percebidos;
Isso vale para os gays, os muçulmanos e para os pobres?

l) As Organizações Globo são independentes de governos, e os seus veículos devem se esforçar para assim ser percebidos;
Por que então vocês não abandonam a concessão pública do canal?

m) As Organizações Globo são independentes de grupos econômicos, e os seus veículos devem se esforçar para assim ser percebidos. Por esse motivo, as decisões editoriais sobre reportagens envolvendo anunciantes serão tomadas a partir dos mesmos critérios usados em relação aos que não sejam anunciantes;
Vão retirar o adesivo do Bradesco daquele avião? Vai ter reportagem sobre banqueiros? E sobre o Ricardo Teixeira e a CBF?

n) As Organizações Globo são entusiastas do Brasil, de sua diversidade, de sua cultura e de seu povo, tema principal de seus veículos. Isso em nenhuma hipótese abrirá espaço para a xenofobia ou desdém em relação a outros povos e culturas;
Eu achava que eram entusiastas dos EUA, perdoem-me...

p) É inadmissível que jornalistas das Organizações Globo façam reportagens em benefício próprio ou que deixem de fazer aquelas que prejudiquem seus interesses;
Viu, César Tralli?

q) Os jornalistas das Organizações Globo não podem se engajar em campanhas políticas, de forma alguma: nelas trabalhando, anunciando publicamente apoio a candidatos ou usando adereços que os vinculem a partidos. Em seus manuais de redação, os veículos devem criar normas de quarentena para receber de volta jornalistas que tenham pedido demissão a fim de trabalhar para partidos, candidatos ou governos;
Viu, "jornalista" Arnaldo Jabor?

w) Denúncia anônima não é notícia; é pauta, mesmo se a fonte for uma autoridade pública: a denúncia deve ser investigada à exaustão antes de ser publicada (ver seção II item 4-e);
A existência do mensalão já foi provada?

2) A correção:
... é necessário seguir os seguintes princípios:
g) Em reportagens que requeiram conhecimento técnico, a consulta a especialistas deve ser obrigatória.
o Molina é especialista em bolinha de papel?

m) Os veículos das Organizações Globo usarão a norma culta da Língua Portuguesa
Por que vocês não pronunciam recorde corretamente? É por que se assemelha à pronúncia do nome da concorrente, é?


SEÇÃO II
COMO O JORNALISTA DEVE PROCEDER DIANTE DAS FONTES, DO PÚBLICO, DOS COLEGAS E DO VEÍCULO PARA O QUAL TRABALHA

2) Diante do público:
c) Nenhum veículo das Organizações Globo fará uso de sensacionalismo; b) A sensibilidade do público será levada em conta.
Mostraram as marcas de sangue do assassino do Realengo, mas não mostrar o corpo, né?

e) Todo veículo jornalístico tem uma responsabilidade social.
A da Globo é combater o PT.

g) Notícias sobre sequestros serão sempre publicadas.
Silvio Santos vem aí, lálálálálálá...

h) A privacidade das pessoas será respeitada
Vítimas de enchentes sabem disso?

3) Diante dos colegas:
a) De jornalistas de um mesmo veículo das Organizações Globo, espera-se espírito de colaboração. Todos numa redação têm de cooperar entre si, para que o trabalho seja o melhor possível;
Ali Kamel agradece

d) As redações dos veículos das Organizações Globo são absolutamente independentes umas das outras e competem entre si pelo furo, pela reportagem exclusiva.
Achei que trabalhavam junto para combater o "mal"...

b) Nenhum outro jornalista do grupo precisa, porém, concordar com tais opiniões
E os casos de demissões na redação?

SEÇÃO III
OS VALORES CUJA DEFESA É UM IMPERATIVO DO JORNALISMO

As Organizações Globo defenderão intransigentemente o respeito a valores sem os quais uma sociedade não pode se desenvolver plenamente: a democracia, as liberdades individuais, a livre iniciativa, os direitos humanos, a república, o avanço da ciência e a preservação da natureza.
Editar debate para prejudicar o Lula é democrático? Falsificar pesquisa? Apoiar claramente um dono de emissora afiliada?

O jornalismo que praticamos seguirá sempre este postulado.
A partir de quando?

Em caso de dúvida sobre este documento, envie e-mail para principioseditoriais@globo.com

Um comentário:

  1. até onde vai a "Liberdade de Roberta"?
    http://reffatti.blogspot.com/2011/08/liberdade-de-roberta.html

    ResponderExcluir