domingo, 18 de setembro de 2011

Arapongagem à solta: Folha lança site para receber informações de fontes anônimas

Depois do sucesso da parceira de golpe Veja em invasão de privacidade, de domicílio e falsidade ideológica, ao tentar por meio de um repórter invadir o quarto de hotel de José Dirceu, agora é a vez do "jornal" fOlha de S.Paulo lançar neste domingo o Folhaleaks (não é mentira minha, pode conferir clicando aqui), um canal na Folha.com para receber informações e documentos que possam merecer uma investigação jornalística, ou seja, denúncias contra o Partido dos Trabalhadores, né gente?
Nestes tempos em que a imprensa abre oportunidade para leitores trabalharem de graça como jornalistas e fotógrafos, agora o "leitor pode enviar sugestões, informações e documentos inéditos capazes de gerar reportagens investigativas elaboradas pela equipe do jornal. O internauta poderá fazer isso de forma anônima - o jornal preservará o anonimato das fontes que não queiram se identificar, procedimento autorizado pela Constituição brasileira quando necessário para garantir o direito à informação. O Folhaleaks foi criado para ampliar o acesso da sociedade a informações relevantes, estreitando ainda mais a relação dos leitores com a produção de reportagens de interesse público", afirma Sérgio Dávila, editor-executivo da Folha.
Poderão ser enviados para o portal textos e arquivos (vídeo, foto, áudio). As informações e documentos passarão por uma triagem. Não serão publicadas informações que não tenham sido checadas e confirmadas pela equipe de repórteres do jornal. Depois da seleção das sugestões e da identificação dos temas de maior relevância, os participantes poderão ser procurados pelos jornalistas para detalhar e aprofundar os dados, se manifestarem interesse em ser contatados posteriormente. A Folha não se obriga a informar o andamento e a conclusão de suas avaliações, nem se publicará ou não reportagem a partir dos dados. A participação é espontânea. O jornal não remunera suas fontes de informação."
Será que essa triagem aceita algo contra o PSDB? Será que vão checar quando o trem for contra o PT?

Nenhum comentário:

Postar um comentário